sábado, 26 de fevereiro de 2011

Maldita dor de cabeça, que não me deixa pensar. Já me indicaram coca-cola, café, travesseiros, minha cama. Mas nada disso vai resolver, é como se uma mão estivesse me prendendo, me sufocando. 
Não é irônico a cabeça só demonstrar de vez em quando o que sente o tempo todo?
Talvez não. Banal, sim, mas não irônico. E todas essas viagens, boas ou más, acabam cansando, sempre. São tantos horrores ao redor, tantas opções para acabar com isso, tantas opções para acabar com si mesmo. Acha que é fácil ter tanta lucidez? Acha que suporto toda essa minha ousadia, toda essa coragem de mostrar o que penso? Em momento algum foi fácil, então por que diabos não desisto de uma vez?
Você prometeu, você me disse, você disse para todos.
Droga de erros estúpidos! Droga de sentimentalismo barato, vendido aos potes em todos os lugares, droga de pessoas que não sabem nunca o que querem. Droga de mundo. Droga.

Um comentário:

  1. hum... sempre tenho essas dores insuportaveis.
    gostei do seu blog
    sucesso

    ResponderExcluir